Cultura

Festival infanto-juvenil para incentivar talentos

Manuel Albano |

As inscrições para a primeira edição do Festival Infanto-juvenil, denominado “Nzoji ya Mona Ndengue”, estão abertas desde o passado dia 1, em Luanda, numa iniciativa da Companhia de Teatro Arte Sol, para incentivar a descoberta de jovens talentos.

Solange Feijó aposta na criatividade das crianças
Fotografia: DR

As inscrições para o festival multidisciplinar, que acontece o próximo ano na Liga Africana, de 27 de Julho a 5 de Outubro, vão até 15 de Janeiro de 2020. O objectivo é dar mais oportunidade aos jovens de mostrarem o potencial artístico nas áreas da música, teatro, dança, artes plásticas e literatura , explicou, ontem, ao Jornal de Angola, a mentora do projecto, Solange Feijó.
A ideia, acrescentou, é despontar nas crianças e adolescentes o potencial artístico, capaz de promover as artes e resgatar hábitos de convivência sociocultural, no intuito de contribuir para a valorização das crianças.
“Almejamos um festival capaz de dar maior espaços e visibilidade as crianças dos 8 aos 13, de forma a estes poderem despontar e mostrar o potencial artístico”, disse, acrescentando que a primeira fase prevê a selecção inicial de 30 crianças nas categorias de música e declamação de poesias, dez grupos de teatro e de danças tradicionais e modernas, assim como dez crianças com inclinação para as artes plásticas. “A intenção é ter o maior nú-mero de crianças.” Apesar de ter um carácter competitivo, disse, os prémios não vão envolver valores monetários. “Queremos valorizar o potencial artístico e não fazer do festival uma forma de competição”, disse.
O júri, lembrou, vai trabalhar discretamente na avaliação dos concorrentes para não colocar pressão sobre as crianças. “O jurado vai ser um mero espectador para não inibir os pequenos nessa fase de aprendizado”.

Tempo

Multimédia