Festival apresenta centenas de películas


1 de Outubro, 2014

Fotografia: DR

Mais de 300 filmes de 69 países vão ser exibidos durante 15 dias na 16ª edição do Festival de Cinema do Rio de Janeiro, que começou na quarta-feira e decorre até 8 deste mês.

O festival, com projecções em 30 cinemas da cidade, foi inaugurado com “O sal da terra”, um documentário de Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado, dedicado ao famoso fotógrafo Sebastião Salgado. A produção, para a qual Juliano Salgado solicitou a ajuda de Wenders para abordar o trabalho do seu próprio pai, recebeu este ano o prémio especial numa das mostras competitivas de Cannes.
A mostra encerra com a exibição de “Trash: A Esperança Vem do Lixo”, com Wagner Moura e Selton Mello, a mais recente produção de Stephen Daldry, que já se consagrou com filmes como “Billy Elliot” e “O Leitor”, e este ano é um dos convidados especiais no festival.
Os filmes vão ser exibidos em 15 mostras diferentes, conforme a temática. Este ano, pela primeira vez, foi cancelada a dedicada às produções sobre homossexuais, que os organizadores optaram por distribuir pelos outros grupos. A principal das mostras, Première Brasil, inclui 41 longas-metragens e 28 curtas-metragens.
Das dez longas-metragens da Première Brasil, a única mostra competitiva do evento, sete têm estreia mundial no Festival do Rio. Além das tradicionais, este ano foram organizadas mostras especiais em homenagem a quatro grandes cineastas: Hugo Carvana, Roberto Rossellini, Michael Cimino e Alfred Hitchcock. A mostra Foco México vai permitir aos cariocas conhecer tanto as últimas produções quanto alguns dos grandes clássicos do país.  Entre as produções destaca-se “Cantinflas”, de Sebastian del Amo, seleccionada pelo México para se candidatar a melhor filme estrangeiro dos próximos Óscares. Para Première Latina foram seleccionados este ano, entre outros, “Ar Livre”, de Anahí Berneri; “Matar um homem”, de Alejandro Fernández Amêndoas, e “A Terceira Margem”, de Celina Murga.
Na Panorama, que inclui algumas das produções mais recentes do cinema mundial, há filmes como “Boyhood: Da Infância à Juventude”, de Richard Linklater; “Bai ri yan huo”, de Yi’nan Diao e “Manglehorn”, de David Gordon Green, com Al Pacino.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA