Festival da Canção homenageia Flores


19 de Setembro, 2014

Fotografia: JA Arquivo

O melhor intérprete da canção da Rádio Luanda Antena Comercial (LAC) é conhecido hoje, a partir das 21h00, na Baía, num espectáculo inovador, onde o semba do músico Paulo Flores vai estar em destaque.

A organização garantiu ontem ao Jornal de Angola que já tem todas as condições criadas para um espectáculo especial, denominado “A voz, a câmara e o saxofone”, realizado em homenagem ao músico Beto Gourgel, ao fotógrafo Paulino Damião “50” e ao saxofonista Sanguito.
À semelhança da edição anterior, que apresentou “O canto da Sereia - O encanto”, de Filipe Mukenga e Filipe Zau, a organização volta a contar com a colaboração destes dois artistas.
O espectáculo é baseado na vida dos três homenageados que, de acordo com a organização, foram seleccionados por terem histórias semelhantes, marcadas pela persistência e a vontade de sobressaírem nas suas artes. Com este musical, o objectivo da organização é contar um pouco da História de Angola a partir de três pontos de vista diferentes, com base na visão destes artistas que participaram e influenciaram, directa ou indirectamente, a geração seguinte.
O júri desta edição é composto pela jornalista Sara Fialho, o cantor e compositor Santos Júnior, o escritor Nock Nogueira, a cantora e radialista Patrícia Faria, e o radialista, DJ e produtor de programas musicais Cláudio Silva, em representação da LAC. Como nas edições anteriores, além da distinção do júri, a organização vai atribuir o prémio LAC-Unitel.
“Ainda o País que nasceu meu Pai”, “Boda”, “Clarice”, “Coisas da Terra”, “Está a chegar a Hora”, “Festão”, “Mana Xiquita”, “Minha Velha”, “Poema do Semba” e “Serenata Angola” são os dez temas a ser interpretados logo à noite por Euritis, Mamaro Capaça, Osman dos Santos, Miguel Costa, Wiviny Brás, Cedrick Mamona, Osvaldo Vicente, Márcia e Micaela, Ruth e Margarida, e Fausto Fortes.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA