Figura feminina em mostra


22 de Junho, 2015

“Olhares” é o título de uma exposição colectiva de pintura dos artistas plásticos José Girão  e Mário Nunes,  a ser inaugurada hoje, no Instituto Camões-Centro Cultural Português, em Luanda, e que fica patente ao público até 3 de Julho.  

Na exposição, José Girão  apresenta oito obras em  acrílico sobre tela, sendo uma de 2010 (“Olhar”), duas de 2013 (“Vénus” e “Mulata de Samakaka”), duas de 2014 (“A Enamorada” e “Gueixas”) e três de 2015 (“Amor de Mãe”, “Hipnótico” e “Azul”).  
Enquanto Mário Nunes vai apresentar na exposição “Olhares”, 11 quadros em óleo sobre tela: “Depois da chuva I”, “Depois da chuva II”, “Mamã”, “Papá”, “Lavadeiras I”, “Lavadeiras II”, “Há espera”, “Cânticos de boas vindas”, “Zungueira”, “Regresso a casa”, “Olhar I” e “Olhar II”.
O pintor José Girão, de nome artístico Girão,  nasceu em Luanda em 1968. Licenciou-se em Electrónica na cidade do  Porto, em 1989. Em  1990, rendeu-se definitivamente ao apelo das artes.
Foi ilustrador  numa empresa de publicidade. Frequentou um curso de joalharia.  Tem um curso de ilustração para crianças na Escola de Arte de Lisboa (Arco). Frequentou workshops de ilustração e pintura. Conta no seu percurso artístico com sete exposições, organizadas em Angola e Portugal.
O artista Mário Nunes nasceu no Huambo em 1960. Licenciou-se em Engenharia em Lisboa. Durante a sua permanência em Portugal, participou em diversas exposições colectivas e individuais.
Em Angola, participou na bienal Ensarte em 2010, com a obra  “Ritmos”, que foi seleccionada para a exposição e adquirida pela instituição que organiza o certame. Em 2014, participou na exposição colectiva realizada pela Stelamar.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA