Filha de Picasso doa obras do pai


29 de Julho, 2014

A filha mais velha de Picasso, Maya Widmaier Picasso, doou ao Museu Picasso de Paris um desenho e um caderno do pai, por ocasião da reabertura da instituição prevista para Outubro, informou o seu advogado.

O desenho, de um rosto feminino, data de 1908, período cubista. No reverso aparece a parte inferior do rosto do poeta Guillaume Apollinaire, e que na realidade é metade de uma obra já exposta no museu.
O caderno, por sua vez, contém um total de 38 desenhos de nus feitos a lápis em Abril de 1960. Maya Widmaier Picasso explicou em comunicado que com esta doação quer “apoiar a equipa que contribuiu, juntamente com a ministra da Cultura e Comunicação, Aurélie Filippetti, para a reabertura do museu”. As obras de reformado Museu Picasso, que está encerrado há cinco anos, estiveram continuamente envolvidas em polémica, principalmente pela demora dos trabalhos e data de reabertura, assim como pelos constantes problemas com a direcção.
Inicialmente, estava previsto que os visitantes pudessem entrar de novo no pequeno palacete do bairro do Marais, que abriga uma colecção de cinco mil obras de Picasso, a partir do passado mês de Junho, mas finalmente em Maio teve de ser adiado até ao próximo Outono.
Filipetti comunicou, então, a destituição da anterior responsável da instituição, Anne Baldassari, para tentar pôr fim à polémica. Desde Junho, Laurent Le Bon, que era director do centro Pompidou-Metz desde 2010, transformou-se no novo presidente do Museu Picasso de Paris.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA