Adaptação de "best-seller" lidera bilheteiras nos EUA


17 de Fevereiro, 2015

“As Cinquenta Sombras de Grey”, adaptado do romance e “best-seller” de E.L. James, liderou no fim-de-semana as vendas de bilheteiras dos EUA e Canadá, com rendimento de 81,7 milhões de dólares.

Os mais de cem milhões de exemplares vendidos do primeiro livro da trilogia de E. L. James foram para os especialistas a principal motivação para um grande estúdio de Hollywood adaptar o “best-seller” ao cinema e esperar receitas significativas nas vendas de bilheteira.
Fora dos EUA, arrecadou 240 milhões de dólares. Com James Dornan e Dakota Johnson como protagonistas, conseguiu superar a estreia de “Kingsman: Serviço Secreto”, que fez 35,6 milhões de dólares, referem estimativas dos estúdios de cinema. No terceiro ligar das receitas de bilheteiras ficou com “Bob Esponja: Um Herói Fora D’Água”, com 30,5 milhões de dólares.
“As Cinquenta Sombras de Grey” é um fenómeno internacional mas os admiradores de E.L. James em vários países, entre eles a China, não podem ver a versão adaptada ao cinema do romance, mesmo que as cenas mais picantes tenham sido amenizadas.
O estúdio distribuidor, a Universal Pictures, anunciou em comunicado de imprensa que não preparou o lançamento para a China, o segundo maior mercado cinematográfico do mundo, porque os filmes com “forte teor sexual geralmente não são exibidos”, tal como sucede também na Malásia, Indonésia e Quénia.
Na estreia do filme em Londres, a autora do livro disse que a proibição do filme em alguns países é uma óptima publicidade que desperta a atenção das pessoas para o DVD. O filme “As Cinquenta Sombras de Grey” foi lançado em 57 mercados internacionais e declarado em França adequado para qualquer pessoa acima de 12 anos.
“As Cinquenta Sombras de Grey” é um romance que conta a história de um relacionamento entre um rico empresário e uma universitária.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA