Anunciada nova edição de Gramado


18 de Julho, 2015

Fotografia: Reuters

Os filmes concorrentes e os profissionais homenageados na 43ª edição do Festival de Cinema de Gramado, que decorre de 7 a 15 de Agosto na Cinemateca Capitólio, foram divulgados, ontem, em Rio Grande do Sul, Brasil.

A organização de um dos mais prestigiados concursos sul-americanos de cinema anunciou também as zonas turísticas do programa “Cidade de Gramado”, um dos atractivos do festival. Entre os homenageados contam-se Marília Pêra, que vão ser distinguidos com o Troféu Oscarito, que reconhece a carreira de actores do cinema brasileiro.
Outro homenageado é o actor e realizador carioca Daniel Filho, que  se estreou no cinema em 1955, como intérprete do filme “O Fuzileiro do Amor”. A sua carreira é marcada pela alternância de funções: intérprete, realizador e produtor. Daniel Filho realizou mais 40 longas-metragens, as últimas das quais são “Confissões de Adolescente” (2014) e “Sorria, Você Está Sendo Filmado” (2015).
João Pedro Till, director da Gramadotur, realizadora do evento, apontou que o depoimento de Marília levantou o astral da equipa que trabalha na organização. Para ele, o Brasil vive sim um momento difícil, mas, como símbolo de resistência, o Festival de Cinema de Gramado segue em frente o seu trabalho. “Este evento já passou por muitas crises envolvendo o país e o cinema. Sempre sobreviveu, o que o torna maior evento ininterrupto do género no Brasil.
Com o empenho da nossa equipa, vamos enfrentar esta actual situação com criatividade e paixão pelo cinema”. Ao todo, foram seleccionados para a mostra competitiva de longas metragens sete filmes de outros tantos países, Colômbia, México, Argentina, Equador, Costa Rica, Cuba e Uruguai. Uma das curadoras do festival, a argentina Eva Piwowarski, declarou que os sete filmes reflectem “uma das maiores qualidades do cinema latino, saber contar histórias sobre pessoas e sobre a vida” e “esta selecção reflecte exactamente isso”.
“A mostra aponta para um cinema, no qual nos reconhecemos, com obras feitas por nós mesmos”, disse Marcos Santuário, outro dos curadores. Além do Festival de Gramado, o “É Tudo Verde” é um dos mais prestigiados.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA