Cultura

Cannes abre portas a Lars von Trier

Festival de Cannes “fechou as portas”, em 2011, ao realizador dinamarquês Lars von Trier, por ter feito comentários sobre Hitler e o nazismo. Sete anos depois, o realizador pode  voltar a marcar presença num dos mais prestigiados festivais da Sétima Arte realizado na Europa.

A organização do festival francês considerou o realizador dinamarquês “persona non grata”,  em 2011, na sequência de polémicas declarações de Trier sobre Hitler e o nazismo.

Tempo

Multimédia