Cinema Italiano abrange Angola


10 de Abril, 2016

A Festa do Cinema Italiano encerrou ontem em Lisboa com a consagração do filme “Lo Chiamavano Jeeg Robot”, de Gabriele Mainetti, como o grande vencedor, por ter conquistado o Prémio do Júri e do Público, e o anúncio de que Angola está incluída na próxima edição.


O cineasta Gabriele Mainetti, que fez a sua estreia na realização, depois de uma longa carreira como actor, apostou na criação de um universo de fantasia e de aventura, centrando-se na personagem de um pequeno ladrão que, na sequência de uma exposição a materiais radioactivos, adquire super-poderes.
O filme tem como protagonista o actor Claudio Santamaria e é considerado pela crítica europeia especializada como um dos mais recentes sucessos da produção italiana, a par de “Quo Vado?”, comédia de Gennaro Nunziante.
O festival de cinema decorreu com “salas cheias e várias sessões esgotadas”. Na nova estratégia da organização, disse o director do projecto, Stefano Savio, destaca-se ainda o reforço das componentes de divulgação do património clássico.
A par dos títulos da produção cinemtográfica italiana mais recente, foram apresentadas cópias restauradas de “Oito e Meio”, de Federico Fellini, e “A Vida é Bela”, de Roberto Benigni, assim como um ciclo de filmes de Ettore Scola.
A partir de agora, anunciou Stefano Savio, a Festa do Cinema Italiano prolonga-se até ao mês de Agosto e passa a incluir salas de cinema de Angola, Brasil e Moçambique.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA