Cultura

Cinema regista nota negativa em 2018

Mawete Paciência dá nota negativa, em termos de produção cinematográfica nacional, ao ano de 2018. O cineasta aponta como principais causas do fracasso da produção de filmes nacionais a falta de incentivos financeiros, falta de ousadia por parte dos produtores e a alta de preços praticados no aluguer das salas de cinemas do país.

Fotografia: DR

De acordo com Mawete Paciência, em Angola existem mais de dez produtoras e se cada um tivesse condições de produzir em média um filme por ano, o nível de produção seria positivo. “Embora com produções de filmes de baixa qualidade, entre o ano de 2008 e 2012, os produtores da nova geração produziam mesmo sem apoio, uma média de dez filmes por ano” salientou o realizador e produtor de cinema, que acrescentou que no início do ano passado, ele e alguns colegas rodaram longas-metragens e series televisivas mas que por falta de verbas, não puderam finalizar os projectos cinematográficos.

Tempo

Multimédia