Cinemas chineses aumentam as receitas


7 de Janeiro, 2015

A indústria cinematográfica na China teve, o ano passado, um aumento de 36 por cento em relação a 20014, e o número de cinemas subiu a uma média de 15 novos espaços por dia.

Estes são números divulgados pela agência Nova China e fornecidos pelo presidente do organismo estatal que gere a televisão, rádio e cinema chinesa, Zhang Hongsen. Outros números a confirmar a vitalidade da actual indústria cinematográfica chinesa são os 3,94 mil milhões de euros obtidos nas receitas de bilheteira, sendo mais de metade deste montante (54 por cento) resultante de produções chinesas, que põem a China no segundo lugar do mercado mundial do sector, logo a seguir aos EUA. Este número é explicado pelo facto da China proteger a sua produção própria com um sistema de quotas severas, que limitam o número de filmes estrangeiros distribuídos no seu território a algumas escassas dezenas por ano.
Por toda a China abriram, no ano de 2014, 5.400 novas salas e mil novos cinemas, fazendo subir o número global de ecrãs em todo o país para 23.600. Este crescimento, que abre perspectivas promissoras para a indústria cinematográfica chinesa, é justificado, disse a AFP.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA