Comédia é a favorita na corrida ao Óscar


18 de Outubro, 2014

Fotografia: Dr

A quatro meses da entrega dos Óscares, o filme “Birdman”, do cineasta mexicano Alejandro González Iñárritu, está a ter críticas entusiasmadas e já é falado como um dos favoritos ao Óscar, incluindo uma nomeação para o actor Michael Keaton, que apresenta a sua melhor interpretação em mais de duas décadas, informou na quarta-feira a AFP.

Uma comédia de humor negro com toques de realismo mágico, “Birdman” conta a história de Riggan Thomson, uma estrela do cinema em baixa, que no auge interpretou um super-herói, e está desesperada por ressuscitar a carreira. Por isso, decide realizar e protagonizar uma peça na Broadway.
Ao mesmo tempo, tem de lidar com a filha, interpretada por Emma Stone, que acaba de deixar uma clínica de reabilitação e trabalha como sua assistente, com a sua amante e co-protagonista na peça, Andrea Risenborough, assim como a ex-mulher, Amy Ryan, e um actor problemático e alcoólico interpretado por Edward Norton.
Realizado por González Iñárritu (nomeado para o Óscar por “Babel”, 2006), “Birdman” chegou ontem aos cinemas dos EUA e tem estreia marcada para Janeiro nos demais mercados. O filme foi muito elogiado pela crítica no Festival de Veneza e muitos consideram-no uma das melhores produções do ano, ao mesmo tempo que Michael Keaton é apontado como uma aposta certa para o Óscar.
A longa-metragem também representa uma espécie de renascimento da carreira do actor norte-americano, que não tinha tanto destaque desde que interpretou o super-herói Batman, sob a realização de Tim Burton, em 1989 e 1992. “Birdman é tão bom que a sua qualidade é, francamente, emocionante”, escreveu um crítico na revista “Forbes”. “Nunca me identifiquei tão pouco com uma personagem como com Riggan Thomson, mas entendo-o a muitos níveis, porque é um homem visceral, verdadeiro e humano”, disse Michael Keaton, de 63 anos, que passou muitos anos afastado das câmaras.

Primeira comédia

O filme foi rodado no teatro St. James de Nova Iorque, onde a personagem de Michael Keaton adapta uma peça a partir do conto de Raymond Carver “Do que falamos quando falamos de amor”.
“Birdman” é a primeira comédia do realizador Alejandro González Iñárritu, conhecido por dramas como “Amores Cão” (2000), “21 Gramas” (2003) e “Biutiful” (2010). “Depois de tanta comida picante decidi que queria uma sobremesa e um pouco de descanso para o meu estômago”, brincou o realizador mexicano.
Porém, Alejandro Iñárritu destacou ainda que, apesar do formato diferente dos seus filmes anteriores, a mensagem é a mesma. “É incrivelmente trágico, mas também belo e divertido, que os humanos fracassem nas suas tentativas solenes de triunfar”, disse o cineasta.
“Acredito que é a única maneira de nós, como humanos, podermos sobreviver, a rir de nós mesmos um pouquinho e sentindo-nos uma pouco melhor”, completa.
No filme, Alejandro González Iñárritu ironiza a definição moderna de sucesso, baseada no número de “gostos” no Facebook ou de seguidores no Twitter.
Mas destaca que o “ADN do filme” é o conto de Carver, sobre uma pessoa tentar realmente ser amado nesta vida.
“Isso é o que os seres humanos procuram, acredito que sem importar quem se é, e acredito que Riggan Thomson procura ser aceite, amor e afecto”, concluiu.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA