Egipto proíbe filme ''Êxodo: Deuses e Reis''


30 de Dezembro, 2014

As autoridades egípcias proibiram a apresentação em todos os seus cinemas do filme norte-americano “Êxodo: Deuses e Reis”, que narra a vida de Moisés no Egipto, por contar uma história “distorcida”.

O chefe da censura egípcia, Abdel Sattar Fathi, explicou, ontem, ao jornal “Al Watan” que uma comissão especializada viu uma cópia do filme e concluiu ser uma tentativa de “transferir informação distorcida de cenas religiosas e históricas”. Abdel Sattar Fathi lamentou que o filme deturpe dados históricos ao mostrar que “os judeus estiveram envolvidos na construção das pirâmides de Gizé como o povo eleito por Deus” e passar a imagem que os egípcios eram “demagogos” e “torturavam” os seguidores do judaísmo.
Outro motivo que levou à censura, explicou, é que o filme “mostra o divino através da encarnação de Deus na foto de um bebé” e tenta “manipular” o Alcorão. “Êxodo: Deuses e Reis”, realizado por Ridley Scott e protagonizado por Christian Bale, é baseado na vida do profeta Moisés desde o seu nascimento e recria a história da libertação do povo hebraico no Antigo Egipto. No último mês de Março, a instituição religiosa Al-Azhar, a mais prestigiada do islão sunita, pediu no Egipto a proibição da projecção do filme “Noé”, com Russel Crowe, por considerá-lo contrário à lei islâmica.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA