Filme conquista o público nos EUA


26 de Março, 2015

Fotografia: reuters

Um ano depois da estreia de “Divergente”, chegou às salas de cinema a segunda parte da série baseada nos livros de Veronica Roth, “Colecção Divergente”.

“A Série Divergente: Rebelde”, protagonizada por Shailene Woodley, Theo James, Ansel Elgort e Miles Teller, arrecadou nas bilheteiras dos Estados Unidos 54 milhões de dólares, um pouco menos do que a receita do primeiro filme, 54,6 milhões. No resto do mundo fez 47 milhões de dólares em 76 países.
A seguir em termos de receitas ficou “Cinderela”, com 34,5 milhões de dólares na segunda semana de exibição.
O filme, realizado por Kenneth Branagh e com um elenco constituído por Lily James, Richard Madden, Cate Blanchett e Helena Bonham Carter, registou uma queda de vendas bilheteiras de 49 por cento em relação à estreia.
 “Noite Sem Fim”, de Jaume Collet-Serra, arrecadou 5,1 milhões de dólares. O filme conta a história do criminoso Jimmy Conlon (Neeson) e do seu chefe, Shawn Maguire (Ed Harris), unidos por uma amizade fraternal que é afectada por uma situação que envolve os filhos de ambos e os transforma em inimigos mortais.“O Franco-Atirador” ficou na estreia na quarta posição, com cinco milhões de dólares. Sean Penn interpreta um assassino de aluguer arrependido que, anos após uma missão fracassada, tenta redimir-se. A quinta maior bilheteira foi de “Kingsman: Serviço Secreto”, com 4,6 milhões de dólares.
Matthew Vaughn adapta a história em banda desenhada de Mark Millar e Dave Gibbons sobre um agente secreto inglês veterano (interpretado por Firth) incumbido de treinar um jovem sobrinho para o substituir na agência de espionagem onde trabalha.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA