Filme dramático chega a Toronto


13 de Setembro, 2015

Uma película dramática do actor Jake Gyllenhaal como principal protagonista, sobre um banqueiro cuja esposa morre, inaugurou o Festival Internacional de Cinema de Toronto, que este ano inclui argumentos baseados nos direitos dos homossexuais, além dos habituais candidatos ao Oscar.

O festival que completa 40 anos  e, como é da tradição, durante dez dias constitui uma plataforma de lançamento para a temporada de distinções de Hollywood. No passado recente, filmes como “12 Anos Escravo”, “O Discurso do Rei” e “Quem quer Ser Milionário?” tiveram um grande impulso no festival para a conquista do Oscar de melhor filme.
O festival abriu com a estreia mundial de “Demolition”, protagonizado por Jake Gyllenhaal e Naomi Watts. Realizado pelo canadiano Jean-Marc Vallée, o filme conta a história de um banqueiro bem-sucedido cuja vida se desmorona após a morte da esposa e cria uma conexão improvável com uma funcionária de uma empresa de máquinas automáticas de venda de produtos, que o ajuda a recuperar do abalo emocional.
O realizador Jean-Marc Vallée já ganhou elogios pelos filmes “O Clube de Dallas” e “Livre”. O festival, que decorre até ao dia 20, exibe quase 300 filmes de mais de 70 países. A actividade deste ano inclui a sua combinação usual de lançamentos de Hollywood e a presença de celebridades. Entre os momentos mais aguardados estão a estreia mundial do filme “Perdido em Marte”, de Ridley Scott.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA