Cultura

Filme moçambicano distinguido na Tunísia

O filme moçambicano “Comboio de Sal e Açúcar”, do realizador Licínio Azevedo, foi o grande vencedor do Festival Internacional de Cinema de Carthage, na Tunísia, que encerrou no fim-de-semana, onde recebeu quatro prémios.

Cenas do filme do realizador moçambicano Licínio Azevedo que conquistou um prémio
Fotografia: DR |

O filme ganhou o “Tanit de Ouro” (Trofeu de Ouro) para a melhor longa-metragem de ficção, o prémio da Federação Internacional de Críticos de Cinema e o prémio para a Melhor Imagem. O “Tanit de Ouro” foi entregue ao realizador em cerimónia de gala no Teatro Municipal de Tunis pelo Ministro da Cultura da Tunísia.
Foram exibidos no festival, em diversas salas de cinema, sempre lotadas, 170 filmes de países árabes e africanos, sendo que 14 participaram da competição oficial de longa-metragens de ficção.
Curiosamente, o filme moçambicano que recebeu o primeiro prémio no Festival de Carthage tem como co-produtora a empresa sul-africana Urucu Media que é a produtora do filme que recebeu o Trofeu de Prata, para o segundo melhor filme, “A Ferida”, do realizador sul-africano John Trengove. O filme moçambicano, que concorre neste momento ao Óscar para Melhor Filme Estrangeiro, já recebeu vários outros prémios internacionais.

Tempo

Multimédia