Filme nacional estreia em Mbanza Congo

Fernando Neto | Mbanza Congo
26 de Julho, 2015

O mercado cinematográfico angolano ganhou, ontem, um novo filme semiprofissional,  “Aprende a Viver”,   apresentado no Cine Comandante Bula, em Mbanza Congo,  pelo produtor André da Silva.

O filme, inspirado nas vivências do quotidiano, tem a duração de três horas e foi idealizado com o intuito de despertar a consciência dos cidadãos sobre o crescente aumento de práticas como a prostituição, o alcoolismo e a feitiçaria.
Natural de Mbanza Congo, André da Silva conta que o filme traz ensinamentos de como as pessoas devem agir em sociedade e a importância de se recuperarem os princípios morais e culturais.
A produção do filme durou três anos e teve a participação de 80 actores. André da Silva informou  que a realização do filme custou dez mil dólares.  As gravações das cenas ocorreram na sede municipal de Mbanza Congo, Nzeto, e na comuna do Luvo. O filme, o primeiro do género do Zaire, conta a história do jovem Nhoca, um funcionário público dedicado, que nunca é promovido à categoria pretendida e face a isso decide contactar um quimbanda para o ajudar.
“No princípio, tudo deu certo. Mas Nhoca ambicionava atingir cargos de o na empresa. Então aconteceu o inesperado”, explica o produtor, que recebeu apoios de outros criadores do mercado nacional, como Narciso Dito, Henrique e Tonton.
André da Silva lamentou ainda, durante a exibição do filme, o facto de as pessoas terem perdido o hábito de irem ao cinema.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA