Lesliana Pereira é a Melhor Actriz

Roque Silva |
29 de Setembro, 2015

Fotografia: Semba Comunicação

Lesliana Pereira venceu, ontem, a categoria de Melhor Actriz Principal da XI edição dos Prémios da Academia do Cinema Africano (African Movie Academy Awards), pelo seu papel no filme “Njinga Rainha de Angola”.

A actriz angolana venceu as nigerianas Queen Nwokoye e Ini Edo, Aida Wang, do Burkina Faso, e Jocelyn Dumas, do Gana, pelas suas representações nas longas-metragens “Chetenna”, “While You Slept”, “Juliet and Romeo” e “Silver Rain”.
Lesliana Pereira entra para a história do cinema africano e nacional, sendo a primeira actriz angolana distinguida pela Academia do Cinema Africano, um dos mais prestigiados prémios da indústria cinematográfica em África. Angola volta a brilhar no concurso, quatro anos depois, após a passagem do actor Hoji Fortuna, galardoado na VII edição, com o Prémio de Melhor Actor Secundário, pela sua participação no filme “Viva Riva”, o que lhe permitiu, mais tarde, a ida para os Estados Unidos.
A actriz considerou o prémio uma conquista do povo angolano e da sua carreira, que significa uma honra.
Lesliana Pereira, ao reagir na sua página pessoal "Instagram", referiu que o reconhecimento aumenta as suas responsabilidades como actriz.
“O prémio é nosso. Este é daqueles momentos indescritíveis, em que sentimos que tudo valeu a pena. Obrigada Njinga pela história épica que tive o prazer de contar e à Semba Comunicação por me confiar o papel de tanta responsabilidade artística e histórica”. O filme de produção nacional, “Njinga Rainha de Angola”, realizado pelo português Sérgio Graciano e produzido pela Semba Comunicação, concorreu ainda nas categorias Melhor Projecto de Realização com Trajes Típicos, Prémio para Melhor Realização com Maquilhagem e Banda Sonora. A gala de galardoação realizou-se no fim-de-semana na África do Sul, e foram premiadas outras trinta categorias.
A organização recebeu este ano mais de 800 inscrições de filmes de 60 países de África, Estados Unidos, América do Sul, América do Norte e Europa. Os prémios foram criados para facilitar o desenvolvimento da indústria cinematográfica no continente. Fornece uma plataforma de recompensas e reconhecimento para os cineastas e actores, cujo objectivo é promover o cinema africano e a unidade no continente, desenvolver os jovens cineastas, criar canais de distribuição e estabelecer cinemas rurais.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA