O ano de todas as mega produções dos grandes estúdios


2 de Janeiro, 2015

Fotografia: Divulgação

“As 50 Sombras de Grey” é um dos filmes mais aguardados de 2015, ano que vai ser marcado também por mais uma aventura de “Mad Max”, um novo James Bond e mesmo a terminar, “Guerra das Estrelas”.

A olho desarmado tudo leva a crer que 2015 é um ano com mais produtos de qualidade do cinema proveniente dos grandes estúdios, sobretudo a nível de apostas comerciais.
Para os especialistas, 2015 é sobretudo o ano dos elencos de filmes com ambições maiores, sem medo do “engarrafamento” das potenciais mega produções, seja através do recurso às sequências, ou de novas versões. “Hollywood pode gastar mais, mas vai recuperar o dobro ou o triplo”, afirmaram.
Muitos especialistas acreditam que há razões para os fãs e admiradores de cinema estarem optimistas. “É como colocar num menu de poção mágica as novas criações da Pixar, ‘Parque Jurássico’, ‘007’ e ‘Guerra das Estrelas’ e sair de lá o melhor dos melhores. Os estúdios estão a preparar um alinhamento pensado para bater recordes, para os fãs e o grande público familiar e adulto.”
As séries juvenis, destacam, uma das grandes revoluções dos cinemas no ano findo, não desaparecem em 2015. O filme “Os Jogos da Fome: A Revolta 2” chega em Novembro e garante menos conversa e mais acção, a mesma receita do segundo “Divergente”, desta vez intitulado “Insurgente”. Em Fevereiro, há um filme que o mundo quer ver: o livro mais falado e lido ultimamente, “As 50 Sombras de Grey”, da cineasta Sam Taylor Johnson, que tem estreia prevista para o Dia dos Namorados.

Líder da lista

O próximo capítulo da série “Guerra das Estrelas” lidera a lista dos filmes mais esperados deste ano, afirmou a empresa revendedora de bilhetes Fandango, com base nas projecções dos observadores de Hollywood.
O sétimo episódio de “Guerra das Estrelas”, “O Despertar da Força”, representa o início de um ano de lançamentos de séries de grande orçamento que inclui os outros filmes como “Os Vingadores 2: A Era de Ultron” e “Jogos da Fome: A revolta - Parte 2”.
Os especialistas de Hollywood esperam que os filmes desafiem o recorde de 2013 de 11 mil milhões de dólares arrecadados em vendas de bilhetes nos Estados Unidos. No ano findo, os filmes renderam 9,4 mil milhões de dólares. O novo filme da série “Guerra das Estrelas”, que é o primeiro produzido pela Walt Disney, é lançado no dia 18 de Dezembro, numa versão do universo ficcional de George Lucas, mas agora sobre a orientação de J.J. Abrams. A protagonista de “Jogos da Fome: A revolta” Jennifer Lawrence foi a actriz preferida dos fãs de cinema pelo segundo ano consecutivo.
A parte final desta série de ficção e aventura infanto-juvenil, da Lions Gate, é lançada no dia 20 de Novembro. A primeira parte do filme já obteve 306,7 milhões de dólares nas vendas de bilheteira nos cinemas norte-americanos, a segunda maior de 2014, perdendo apenas para “Os Guardiões da Galáxia”.
Robert Downey Jr., que volta a interpretar o herói Homem de Ferro na sequência do filme de super-heróis “Os Vingadores”, foi o principal actor, de acordo com a Fandango. Entre os filmes infantis, “Minions”, a sequência da série “Gru - O mal disposto”, é o mais aguardado da categoria, seguido por “Cinderella”, “Inside Out”, “Peanuts” e “Pan”.

Mais pirateado

“O Lobo de Wall Street”, de martin Scorsese, foi o filme mais pirateado de 2014, seguido da produção de animação da Disney, “Frozen - O Reino de Gelo”, informou, ontem, “The Hollywood Reporter”.
A produção de Martin Scorsese e “Frozen” foram descarregados mais de 30 milhões de vezes entre 1 de Janeiro e 23 de Dezembro de 2014. O terceiro filme mais pirateado foi “Gravidade”, de Alfonso Cuarón, com 29.357 milhões de downloads.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA