Cultura

Premiado "M-001" em curta-metragem

A curta-metragem do realizador francês Franck Onouviet “M-001” foi eleita o melhor filme da oitava edição do Festival de Cinema de Cabo Verde, que decorreu de 10 a 14 em Santa Maria, ilha do Sal.

Filme do francês Franck Onouviet ganha prémio
Fotografia: DR

O filme “Mor”, do realizador cabo-verdiano Neu Lopes, venceu na categoria melhor longa-metragem, enquanto nas outras classes os vencedores são: melhor longa-metragem documentário “Beyond Forlândia”, do realizador Marcos Colón (Estados Unidos) e melhor curta-metragem “North & Nowhere”, de Scott Ballard (Estados Unidos), além do “Prémio Parda”, votado pelo júri. No acto de encerramento, testemunhado pelo ministro da Cultura e Industrias Criativas, Abraão Vicente. A comissão organizadora fez “balanço positivo” do evento e apelou à participação dos realizadores cabo-verdianos, especialmente, estudantes universitários da área audiovisual.
O ministro da Cultura anunciou que até ao final do ano o Governo vai transferir para a Associação Cabo-verdiana de Cinema cerca de oito mil contos, prevendo-se um aumento para o próximo ano de cerca de dez mil ou 12 mil contos, para mais participação de realizadores cabo-verdianos. A produtora executiva Suely Neves, em representação da comissão organizadora, A V!VA Imagem, disse que a edição deste ano foi “bem sucedida”. O festival teve a parceria do Ministério da Cultura, da Associação do Cinema e Audiovisual, Câmara Municipal do Sal, Hotel Odjo d’Água, 32 Cabo Verde, nhaCabo e Ann Brown Media, e patrocínio do Hotel Morabeza.

Tempo

Multimédia