Rainha Njinga já na televisão

Roque Silva |
10 de Novembro, 2015

Fotografia: Francisco Bernardo

Uma série de cinco episódios do filme “Njinga, Rainha de Angola” começou a ser exibida ontem, às 19h30, pelo canal televisivo angolano Zimbo, alusiva os 40 anos de Independência Nacional.

A transmissão do filme, feita até sexta-feira, é uma oportunidade para os estudantes e não só, aprenderem um pouco mais sobre a História de Angola, e para os amantes da sétima arte que ainda não tiveram a oportunidade de ver o filme nos cinemas. A longa-metragem de produção nacional está inserido na programação deste mês dos canais TVC, onde pode ser acompanhar através das TV a cabo e por satélite.
“Njinga, Rainha de Angola” conta a vida da guerreira que defendeu a independência dos reinos do Ndongo e Matamba, durante 40 anos no século XVII.
A história do filme começa em 1617, ano em que morre o pai de Njinga, o rei Ngola Kiluanji.
Após presenciar o assassinato do filho e a humilhação que o irmão sofreu dos colonizadores portugueses, Njinga concentrou a sua energia na libertação do povo mbundo. Sob o lema “Quem ficar luta até vencer”, a guerreira lutou contra o regime colonial.
Realizado pelo português Sérgio Graciano, “Njinga, Rainha de Angola” foi exibido, este ano, em vários festivais, com destaque para a 12º edição do Festival de Cinema Afro-americano Langston Hughes, nos Estados Unidos, no Festival Internacional de Cinema  Pan-Africano de Cannes, em França, e na 59ª edição do Festival de Cinema de Londres, dia 23 de Maio. A produção concorreu ao Queens World Films Festival, nas categorias de melhor longa-metragem e melhor actriz e exibido no Festival de Cinema Pan-Africano de Los Angels, de São Diego, e Pan-Africano de Ouagadougou.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA