Filmes angolanos em festivais

Kindala Manuel
19 de Março, 2016

Fotografia: Kindala Manuel

Os filmes “Socorro África”, de Henrique Narciso,  e “Crianças acusadas de feitiçaria”, de Manuel Narciso, são parte da programação do Festival Internacional de Cinema da África, Ásia, América Latina e Caraíbas, que é realizado de 4 a 10 de Abril, na Itália.

Os dois filmes, que mostram para Manuel Narciso “Tonton” o crescimento e aceitação do cinema angolano além fronteiras, fazem também parte da programação do Festival Itinerante da Língua Portuguesa, que é realizado de 20 a 25 de Maio, em Portugal.
Tonton adiantou ainda que estes convites para participar em festivais internacionais são um ganho para a sétima arte e realizadores angolanos. “É uma oportunidade também para estabelecer novas parcerias neste sector”, defendeu.
O realizador informou que os filmes “Crianças acusadas de feitiçaria”, “Rastos de Sangue”, de Mawete Paciência, e “O emigrante”, de Henrique Narciso “Dito”, foram ainda um dos destaques da V edição do Festival de Mostra de Filmes Africanos, realizado de 25 de Fevereiro a 2 de Março, na Grécia.
Os filmes, contou, receberam críticas positivas do público e dos membros do júri do festival, devido ao seu conteúdo cultural e histórico. Tonton adiantou ainda que foi o único realizador angolano a participar no festival.
O festival contou com a participação de 14 filmes de realizadores do Egipto, Congo Democrático, Etiópia, Burquina Faso, Senegal, Mali, Nigéria, Quénia, África do Sul e Moçambique. Os filmes de São Tomé e Príncipe e de Cabo Verde foram desqualificados, por razões técnicas.
Os filmes angolanos exibidos no festival foram traduzidos para o grego. “Rasto de Sangue” foi o primeiro a ser apresentado. “O emigrante” e “Crianças acusadas de feitiçaria”, vencedor do Festival Internacional de Cinema de Luanda 2015, na categoria de documentário, também registaram sala cheia.
“Durante a exibição dos filmes angolanos registou-se sala cheia. A expectativa das pessoas era tanta que algumas tiveram de assistir em pé ou sentados no chão. Além dos gregos, alguns turistas interessados na história de África viram os filmes”, contou. No final da exibição, o realizador angolano referiu que a imprensa e os críticos de cinema mostraram interesse em conhecer mais a cultura e a história do país, ou dos casos de crianças acusadas de feitiçaria em Angola e África.
A Mostra de Filmes Africanos é um festival realizado com o objectivo de promover e mostrar ao mundo a história e a cultura africana, assim como estimular a criatividade dos cineastas africanos.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA