Cultura

Fundação Sagrada Esperança e Cultura assinam protocolo

Manuel Albano

O Ministério da Cultura e a Fundação Sagrada Esperança assinaram  ontem, em Luanda, um protocolo de cooperação para assegurar a realização de actividades e iniciativas destinadas  à identificação, estudo, conservação, valorização e divulgação do património histórico e cultural.

Fotografia: Edições Novembro

O protocolo foi assinado pelo presidente do Conselho de Administração da Fundação Sagrada Esperança, Roberto de Almeida, e pela ministra da Cultura, Carolina Cerqueira.
O documento assenta nas áreas de espectáculos musicais, encenação teatral, produção de artesanato, abertura de casas de cultura no país e na diáspora, promoção do livro e da leitura e conservação e valorização do património cultural nacional.
As partes acordaram, também,  realizar acções de troca de experiências, programas de superação, promoção de actividades e intercâmbio, envolvendo outros agentes culturais e mecenas, com o objectivo de promover actividades culturais e artísticas no país.
"Esperamos que este acordo possa ser o consolidar das boas relações existentes entre as instituições e que possa gerar os resultados almejados", disse Roberto de Almeida.
Acrescentou  que, ao longo desses 20 anos de existência, a FSE tem apostado em projectos de integração social, no sentido de cumprir com o seu objecto social.
Com a assinatura do protocolo,  vai ser possível definir as bases da cooperação entre as duas instituições, na implementação de programas, projectos e acções.

Tempo

Multimédia