Cultura

Galeria “ELA” apresenta arte angolana em Paris

O Espaço Luanda Arte (ELA) participa a partir de amanhã até domingo na terceira edição da Feira de Arte e Design, denominada Also Known as África (AKAA), no espaço Le Carreaudu Temple, em Paris, França.

Mestre Kapela é um dos artistas angolanos com obras na feira
Fotografia: Edições Novembro

Este ano, vão estar presentes 44 galerias, entre as quais a “ELA”, que vai estar localizada na stand C13, num projecto colectivo com mais de 12 obras de quatro artistas nacionais de duas gerações, nomeadamente António Ole, Kapela e Van, três mestres nacionais, e Ricardo Kapuka, um dos artistas mais criativos a emergir nas artes plásticas angolanas nos últimos anos.
O director-geral do ELA, Dominick Maia Tanner, disse que a  proposta da galeria angolana sobrepõe os trabalhos de três mestres vivos e um artista emergente e “recria novamente, depois da Feira de Joanesburgo, um diálogo inter-geracional de artistas residentes em Angola.” Por um lado, argumenta que António Ole, Kapela e Van “vão mostrar serigrafias e desenhos, que servem como âncoras físicas e conceptuais, explorando temas da memória, abstracção formal, realidade e surrealidade, cultura e materialidade”, enquanto o jovem artista Ricardo Ka-puka apresenta “um trabalho sob pano africano e um vídeo, cujas narrativas expandem todos estes temas e mais, lançando perguntas sobre identidade e sujeito. Enfim, um colectivo de trabalho que estimula um diálogo entre várias gerações angolanas, no espaço e no tempo.”
Dominick Maia Tanner afirma que: “no contexto internacional, temos que ser ambiciosos, mas coerentes e consistentes nas nossas apresentações, de forma a criar uma vontade saudável e sustentável de adquirir arte angolana contemporânea ao mais alto nível, tentando fidelizar o coleccionador e evitar a especulação.”

Tempo

Multimédia