Gociante Patissa lança livro

Mário Cohen |
29 de Outubro, 2015

“O Apito Que Não se Ouviu”, livro de crónica da autoria de Gociante Patissa, é  lançado no sábado, às 15h00, na Mediateca de Benguela, numa edição da União dos Escritores Angolanos (UEA).

Com 100 páginas, “O Apito Que Não se Ouviu”, o sexto livro do autor, junta 37 crónicas divididas em três capítulos: “Viagens”, “Por dentro da nossa gente” e “Na via”.
O livro assinala o oitavo aniversário de uma produção que o autor publicou entre os anos de 2006 e 2014 na plataforma digital, através da sua página “Angola, Debates & Ideias”, no site www.angodebates.blogspot.com.
O livro é apresentado pelo escritor Luís Fernando. A crónica que dá título ao livro é uma homenagem a um amigo que o autor teve durante a adolescência no bairro Santa Cruz, no município do Lobito, que veio a falecer no exercício da sua actividade policial. Daniel Gociante Patissa nasceu na comuna do Monte-Belo,  em 1978. Licenciado em Linguística, especialidade de Inglês, pelo Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) da Universidade Katyavala Bwila, é membro da União dos Escritores Angolanos.
Já recebeu vários prémios como o Prémio Provincial de Benguela de Cultura e Artes em 2012, na categoria de Investigação em Ciências Sociais e Humanas, pelo contributo na divulgação da língua e cultura umbundu.
Venceu  o Prémio Festival de Artes da Sonangol edição 2014, na categoria de poesia. Publicou os livros “Consulado do Vazio”, 2008, “A Última Ouvinte”, 2010, “Não Tem Pernas o Tempo”, 2013, “Guardanapo de Papel” e “O Homem do Rádio que Espalhava Dúvidas”, 2014.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA