Cultura

Governo da província volta a distinguir criadores

César Esteves

O prémio de arte Cidade de Luanda, nas modalidades de teatro, literatura, dança, artes plástica e canção volta a ser concedido a partir deste ano, como forma de fomentar e incentivar a qualidade da criação artística e cultural na capital do país.

Manuel Sebastião fez o anúncio do regresso do prémio de arte
Fotografia: DR

O anúncio foi feito na sexta-feira pelo director do Gabinete Provincial da Acção Social, Cultura e Desporto, Manuel Sebastião, citando um despacho exarado pelo governador da província, Sérgio Luther Rescova, no quadro dos festejos dos 443 anos de fundação de Luanda, assinalados na sexta-feira.
Com periodicidade anual e em várias categorias, o prémio foi relançado pelo facto de as artes e a cultura representarem a componente estratégica para o desenvolvimento, harmonização e unidade da Nação angolana, bem como o corolário do bem-estar espiritual da população, de acordo com o despacho do governador.
O documento acentua que o relançamento do prémio incentiva o talento criador da classe infanto-juvenil.
No mesmo despacho, Sérgio Luther Rescova institucionaliza os concursos escolares infanto-juvenil de Pintar/Desenhar e sonhar Luanda e Um poema para Luanda, também com periodicidade anual.
A organização, promoção, divulgação e realização do prémio e concursos é da responsabilidade do Gabinete Provincial de Acção Social Juventude e Desporto. Para a execução, poderá solicitar a colaboração das entidades ou de outras instituições singulares ou colectivas.
“Os resultados do prémio e dos concursos são divulgados por via dos órgãos de comunicação social, sendo os prémios entregues em cerimónia pública em data e local a designar pela organização”, lê-se no despacho.
Em Novembro , o director do Protevida, Osvaldo Moreira, lançou o livro “Prémio Cidade de Luanda”.

Tempo

Multimédia