Governo do Bié quer qualidade nas obras locais


3 de Julho, 2016

Governo Provincial do Bié está empenhado em melhorar a qualidade técnica e a capacidade  de intervenção dos artistas locais com a criação de uma Academia de Música, cujas obras de construção estão em curso desde 2015, e podem ser concluídas este ano.

De acordo com o  vice-governador para o sector Político e Social, Carlos da Silva, a construção da Academia de Música é uma  estratégia para melhorar a formação dos fazedores de artes na região.
Essa medida, disse Carlos da Silva,  permite aumentar a quantidade nos conteúdos artísticos a serem exibidos à população e incentiva  mais pessoas, principalmente os jovens, a seguir a carreira artística.
 A Academia de Música está em construção no bairro Chissindo, e consta entre os projectos de infraestruturas do Governo provincial. Situado  a três quilómetros da cidade do Cuito, capital da província, o empreendimento vai albergar uma escola secundária, zonas de lazer e desporto, dois auditórios com a capacidade para acolher, cada um, entre 230 e 250 pessoas, além de serviços de restaurante.
Além da formação no domínio da música, vão ser ministrados cursos para outras expressões artísticas, tais como teatro, dança, artes plásticas e literatura, com o objectivo de se promover o trabalho dos artistas da província, divulgar bem como incentivar o surgimento novos criadores para o desenvolvimento da cultura local..
As obras da futura Academia de Música do Bié foram analisadas, no ano passado, em visita dirigida pela anterior ministra da Cultura, a historiadora Rosa Cruz e Silva.
O sector da Cultura da província do Bié tem cadastrados 534 artistas, entre músicos, escritores, dançarinos, artistas plásticos, actores e  agentes culturais.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA