Grupo Forte Santa Rita domina festa no Namibe

João Upale | Namibe
19 de Fevereiro, 2015

Fotografia: Nino Mateus

O grupo do Bairro Forte Santa Rita sagrou-se terça-feira o vencedor do Carnaval do Namibe, ao arrebatar 486 pontos, destronando o arquirival,  Torre do Tombo, que obteve 482.

O terceiro lugar coube ao grupo do Bairro Espírito Santos, com 474 pontos. Os grupos receberam como prémios 900, 800 e 700 mil kwanzas, respectivamente.
Quanto à Classe Infantil, o grupo carnavalesco da Escola Pioneiro Zeca venceu pela sexta vez consecutiva, desta com 396 pontos, e recebeu como prémio 400 mil kwanzas. Os Mirins da Torre do Tombo (381pontos), na segunda posição, encaixaram 380 mil kwanzas, enquanto a Escola Kussy II, em terceiro lugar, foi premiada com 300 mil kwanzas.
Como prémio acrescido, a Direcção Provincial da Cultura do Namibe convidou os seis melhores classificados, nas duas classes, a desfilarem durante as Festas do Mar, que arranca no final deste mês na Praia das Miragens.
O vice-presidente do Forte Santa Rita, João Rita, disse que a vitória foi “fruto de muito trabalho e espírito de coragem” dos habitantes do bairro e prometeu trabalhar afincadamente, já a partir do próximo mês, na preparação do próximo Carnaval.
“Um dos alvos a abater era o nosso adversário, o Torre do Tombo. Daqui em diante, vamos continuar a trabalhar para que este título não seja entregue de bandeja aos nossos oponentes. Vamos dar mais alegrias aos nossos admiradores” disse João Rita.
O presidente do grupo infantil e director da Escola Pioneiro Zeca, Amândio Adelino, revelou que o segredo de tantas vitórias consecutivas reside no “trabalho bastante aturado e disciplina” no seio dos seus integrantes. “Vamos preservar esta onda triunfal e passar o testemunho aos nossos futuros dançarinos”, prometeu Adelino Amândio.
O Carnaval do Namibe teve início cinco minutos depois das 16 horas de terça-feira, com a estreia dos três primeiros blocos de animação – Jovens do Bairro Valódia, Criativo e Deolinda Rodrigues, que deram ainda mais cor, com a apresentação de muitas inovações.
Dos 20 grupos carnavalescos que concorreram, menos quatro dos inicialmente previstos, sete eram da classe infantil. Apenas o município do Virei não esteve representado na Marginal do Namibe. Os concorrentes exibiram mensagens de combate à sinistralidade rodoviária, consumo excessivo de álcool, delinquência juvenil, apelo ao patriotismo e à cidadania e higiene da cidade e das praias para fomento do turismo.
O governador provincial do Namibe, Rui Falcão, que assistiu ao desfile e, no final, considerou que novos e promissores talentos despontaram nas mais variadas artes que integram a cultura da região do Namibe.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA