Grupo Henrique Artes exibe peça no Alda Lara

Mário Cohen
3 de Agosto, 2016

Fotografia: Paulino Damião

O colectivo Henrique Artes exibe neste sábado, às 20h00, no anfiteatro da escola Alda Lara, em Luanda, o espectáculo de teatro do género drama “Hotel Komarka”, vencedor de vários prémios nacionais e internacionais.

O espectáculo “Hotel Komarka”, que volta a ser exibido no dia 13, à mesma hora e local, narra a história de sete indivíduos, sendo seis homens e uma mulher dentro de uma cela, vivendo suas emoções, sonhos, tristezas e alegrias, mas sobretudo o desejo de liberdade por vias menos correctas.
Escrita em 2007, por Flávio Ferrão, na peça, com a duração de mais de 50 minutos, os reclusos, conscientes das dificuldades, lutam para se demarcaram da cadeia, temendo a réplica dos seguranças.
O espectáculo já foi apresentado nas cidades do Huambo, Lubango, Benguela, Lobito, Cuanza Sul e Bié. Foi premiado no Festival Internacional do Cazenga, em Luanda, como melhor espectáculo da actividade e teve como melhor actor Adilson Vunge, a nível internacional.
O colectivo de artes já exibiu o espectáculo “Hotel Komarka” em Cabo Verde, no Festival de Mindelo, e no Brasil, no Festival de Amostra Latino-americana Piauí, em São Paulo. O espectáculo foi premiado no Rio de Janeiro com o prémio revelação do Festival Internacional de Teatro de Língua Portuguesa (FESTLP).
Em Abril do ano passado, o Henrique Artes foi convidado a abrir a primeira edição da Mostra Internacional de Teatro (Mite), em Lisboa, na qual apresentou a obra “Hotel Komarka”.
Fundado em Luanda, há 16 anos, no colégio técnico pré-universitário Henriques, por Flávio Ferrão, o grupo tem no seu reportório várias obras, com destaque para “Amor fatal”, “A sombra”, “Conspiração”, “Controvérsias sociais”, “Contra o tempo”, “Dançando com o lobo”, “Dossier leviano”, “É minha gente, temos o mesmo cheiro”, “Elvira”, “Eu vi e vivi, eles não eram loucos” e “História que marcou o sul”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA