Grupos carnavalescos já têm os subsídios

Mário Cohen| Carla Bumba e Arcângela Rodrigues |
28 de Janeiro, 2016

Fotografia: Kindala Manuel |

O dinheiro e os materiais de apoio para os grupos melhorarem a sua actuação no Carnaval já está a ser entregue, disse, ontem, o secretário-geral da Associação Provincial do Carnaval de Luanda (APROCAL).

António de Oliveira “Delon” disse ao Jornal de Angola que os grupos carnavalescos da classe A receberam 700 mil kwanzas, os da classe B 500 mil kwanzas e os infantis 300 mil kwanzas. Além da verba, a APROCAL entregou os rolos de tecidos, para os grupos fazerem as suas indumentárias e bandeiras.
A Comissão Preparatória do Carnaval, informou, pretende acompanhar diariamente os ensaios dos grupos. Apesar do atraso, Delon disse que os grupos ainda têm tempo para melhorarem as suas condições e darem um espectáculo condigno na Marginal da Praia do Bispo.
Os ensaios, acrescentou, têm sido regulares, na sua maioria no período da noite, e a Comissão Preparatória pretende acompanhar, de forma a poder dar um ou outro conselho aos organizadores sobre como podem melhorar as suas coreografias.
A organização, disse, também já está a trabalhar na Marginal da Praia do Bispo para criar as condições condignas para o público que for assistir ao desfiles. “Estamos a fazer tudo para este ano termos um Carnaval mais interactivo, onde o público possa aprender mais com o desfile dos grupos”, defendeu o secretário-geral da APROCAL.

Reunião informativa

A Comissão Provincial do Carnaval realizou ontem, em Luanda, um encontro com efectivos da Polícia Nacional e os órgãos de comunicação social para os informar sobre os preparativos do Carnaval deste ano. Para os desfiles, explicou Venceslau dos Santos, membro da comissão organizadora do Carnaval, vão ser colocadas três tribunas e duas bancadas, com 450 lugares. “Os grupos começam a desfilar a partir do hotel Baía. O tempo para cada grupo se exibir  perante a tribuna e o júri é de 25 minutos”, informou.
O responsável anunciou que este ano os órgãos de comunicação social vão pagar uma taxa para cobrirem o Carnaval. “Cada órgão de comunicação deve preencher uma ficha onde consta o tipo de equipamentos a serem usados, assim como o nome e o número de repórteres em serviço”, disse o responsável, acrescentando que apenas em função destes critérios é estabelecido o valor da taxa a pagar.
O Carnaval de Rua, informou, começa a ser realizado amanhã, em todos os municípios, recintos de espectáculos e recreação, a partir das 14h00. No sábado é realizado o ensaio geral e técnico na Marginal da Praia do Bispo, às 16h00. Um seminário para o júri do Carnaval, assim como o lançamento da revista e do CD com os temas desta edição do Carnaval de Luanda é realizado no dia 2 de Fevereiro, às 14h00, na Liga Africana.

Ordem do desfile

O desfile competitivo da classe infantil e dos blocos de animação realiza-se no dia 6 de Fevereiro, na Marginal da Praia do Bispo, a partir das 16h00. No dia 7 de Fevereiro é o desfile da classe B de adultos e dos blocos de animação, no mesmo local e hora. No dia 9 de Fevereiro é realizado, a partir das 16h00, o desfile central, com os grupos da classe A de adultos e os principais blocos de animação, na Marginal da Praia do Bispo.
No dia seguinte, 10, Dia das Cinzas do Carnaval, são divulgados os vencedores desta edição do Carnaval, em acto a ser realizado na Liga Africana. O União Povo da Samba é o primeiro grupo da classe A, de adultos, a desfilar no acto central. Depois seguem-se o Amazonas do Prenda, Sagrada Esperança, Mundo da Ilha, Café de Angola, Geração do Mar, Jovens da Cacimba, Kiela, Giza, Nzinga Mbandi, 10 de Dezembro e 17 de Setembro.
O encerramento das festividades do Carnaval, no dia 13 de Fevereiro, é marcado com uma homenagem ao grupo Kazukuta do Sambizanga, pelo seu contributo à maior “festa  do povo” e a entrega de prémios aos vencedores. As actividades são realizadas a partir das 10h00, na Liga Africana.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA