Grupos de Cabinda ultimam preparativos


20 de Novembro, 2015

Os grupos carnavalescos de Cabinda estão a terminar as coreografias e os últimos ensaios para uma participação condigna no Carnaval 2016, disse, ontem, o chefe do Departamento de Arte e Acção Cultural da Secretaria Provincial da Cultura.

André Luemba adiantou ainda que até ao momento já foram inscritos  15 grupos, dentre os quais oito infantis e sete da classe de adultos. “Apesar deste número continuamos à espera que os outros agrupamentos consigam fazer a sua inscrição a tempo.”
Sobre o facto de nos desfiles da província participarem apenas os grupos culturais ao invés dos carnavalescos, André Luemba referiu como causa a fraca capacidade de mobilização dos responsáveis dos grupos. Outro problema, explicou, é a proibição de os menores dançarem, bem como a fraca adesão do público em participar, como dançarinos ou integrantes de falanges, da festa. “A direcção da Cultura tem procurado realizar campanhas de sensibilização, de forma a atrair mais foliões e tornar o Carnaval numa festa muito interactiva”, disse.
André Luemba chamou  a atenção dos directores dos grupos para a importância de terem no mínimo 200 integrantes entre as suas fileiras para estarem em condições de disputar o Carnaval. “Sei que é algo difícil, porque as pessoas não são tão participativas e, às vezes, os grupos não conseguem nem ter 50 integrantes.”
Os agrupamentos Kutoka tu Mokana, Bankaka Ba tu Bika, do bairro Lombo-Lombo, e Mamonso Ntango, do 4 de Fevereiro, esclareceu, são exemplos destes problemas, por terem apenas 50 integrantes.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA