Grupos do Namibe trocam experiências


2 de Dezembro, 2015

Os responsáveis dos grupos carnavalescos da província do Namibe  reuniram-se ontem na cidade do Namibe para trocar experiências   e coordenarem o Entrudo de 2016.

No encontro, promovido pela Direcção Provincial da Cultura do Namibe, os representantes das agremiações debateram temas como a liderança, a organização, a mobilização e as políticas de arrecadação de receitas para os grupos.
O presidente do grupo  mais antigo da província do Namibe, Torre do Tombo,  Hélder Albuquerque, aconselhou os participantes a serem mais dinâmicos e criativos a fim de captarem receitas para as agremiações.
José Camunheira, outro integrante do grupo Torre do Tombo, defendeu a necessidade de os desfiles abrangerem mais bairros da cidade, em vez de se confinarem ao local da tribuna. “Essa medida torna o carnaval mais vibrante e animador”, ressaltou.
O líder do grupo Forte Santa Rita, Brito de Jesus, encorajou os grupos com menos experiência a trabalharem com responsabilidade e dedicação a fim de contribuírem para a qualidade do Entrudo do Namibe.
O município do Virei não tem a cultura de dançar o Carnaval, mas Brito de Jesus acredita que o empenho dos grupos vai contribuir para massificar a maior festa popular na região. “A  localidade pode ser influenciada a dançar nas próximas edições face ao desempenho dos grupos ao Carnaval e a fase de qualificação provou que o Carnaval movimenta multidões e a população do Virei não está ausente”, disse  líder do grupo Forte Santa Rita.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA