Grupos limam arestas para o desfile

André Brandão| Ndalatando
22 de Janeiro, 2015

Fotografia: Paulo Mulaza

Os grupos do Cuanza Norte ultimam coreografias e canções na esperança de uma representação que os orgulhe no desfile provincial do Carnaval, que se realiza no dia 17 de Fevereiro, no Largo das Escola, em Ndalatando.

A reportagem do Jornal de Angola ouviu alguns responsáveis de grupos carnavalescos na província que disseram estar “a trabalhar arduamente” para mostrarem “o potencial cultural do Cuanza Norte”.
As apostas maiores dos grupos são coreografias e nas canções que reflectem os hábitos e costumes da terra e dão prioridade a temas que sobre a Reconciliação Nacional, luta contra a pobreza, união das famílias e desenvolvimento do país.
Todos afirmarem que embora ainda estejam nas primeiras semanas, os ensaios decorrem normalmente. No Kudissanga Kuamakamba, fundado em 2006, segundo classificado na edição anterior e com três títulos de campeão, ainda está tudo no “segredo dos deuses”. O grupo, que apresenta regularmente a dança sussumuna.
O Associados da Kamunday, considerado o mais carismático da região pelo tempo de participação e troféus conquistados, participa no desfile provincial com o objectivo de reconquistar o título provincial perdido há muitos anos.
Este grupo, fundado em 1978 e que tem 18 troféus de primeiro classificado, participou pela primeira vez num desfile do Carnaval em 1981, numa competição nacional no Cuanza Sul, na qual se sagrou vencedor. Actualmente, com cerca de 200 figurantes, apresenta habitualmente a dança o semba com trajes de kifuxe feitos do caule da árvore com o mesmo nome.
Gilberto José Kissassa, responsável do grupo, disse que “como é de hábito, a prioridade nesta fase é a feitura do vestuário tradicional” e a seguir o desenho do pendão e a composição das letras e das músicas.
O director provincial da Cultura anunciou que nesta edição participam os grupos considerados modernos: Jovens Unidos do Lucala, Kudissanga Kuamakamba, Organização Viluzia, Vilugalto, Rosa de Porcelana, Etumudieto e Kwanza Ya Tunda.
Os mais antigos ou tradicionais inscritos sãos os Associados da Kamunday, Cerâmica do Dondo, Cidrália do Ngolo (Cambambe) e Génios de Ambaca. Na festa participam cinco grupos de animação. David Buba disse que “está quase tudo pronto” mais que se aguardam “a todo instante as inscrições dos grupos que participar pela primeira vez”. A prova tem as categorias A, B e C. Na classe primeira participam os adultos que concorrem no desfile provincial, na segunda os adultos classificados em todos os municípios e na outra, os grupos infantis.
David Buba revelou que para o desfile competitivo provincial da classe A estão confirmados 11 grupos, que foram apurados na edição passada, nas modalidades moderna e tradicional.
Este ano, recebem prémios os três primeiros classificados, bem como a melhor coroa, canção, rainha e comandante. Os restantes grupos recebem prémios de participação.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA