Grupos precisam de espaços

Delfina Victoriano | Cuito
31 de Março, 2015

Fotografia: Kindala Manuel |

A falta de espaços dignos no Bié para teatro e outras actividades culturais causa várias dificuldades a actores e promotores, afirmou o presidente da Associação de Teatro. Hermenegildo Magalhães disse que 11 grupos de teatro legalizados e que apenas cinco estejam em actividade. 

O teatro no Bié, declarou, precisa de apoios financeiros e maior divulgação para atrair espectadores, mas que apesar destas condicionantes os responsáveis culturais não têm descurado a atenção aos grupos, desde o conteúdo das peças à formação dos actores.
 Hermenegildo Magalhães referiu que as Administrações Municipais têm espaços onde podem ser realizadas actividades culturais, mas que são precisos mais apoios aos grupos para o teatro poder desenvolver-se na província.
Os grupos em actividade no Bié estão do Andulo, Camacupa,  Chinguar, Cuito e Cunhinga.
 O representante de uma empresa produtora de espectáculos salientou que os apoios não podem ser apenas de empresas públicas e que os empresários privados devem dar mais atenção às actividades culturais. 
Carlos de Oliveira disse que a empresa de que faz parte continua a realizar espectáculos devido ao apoio de grandes produtoras nacionais, mas que por falta de espaços teve de interromper as “Tardes Culturais” destinadas a descobrir jovens talentos na música.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA