Henrique Artes encerra temporada anual


12 de Dezembro, 2014

Fotografia: Divulgação

O grupo de teatro Henrique Artes encerra a temporada do ano com a apresentação, amanhã e domingo, às 20h00, na Liga Africana, em Luanda, do espectáculo “Hotel Komarca”.

O espectáculo leva à cena a história de sete presos que transmitem o seu sonho de se evadirem da cela, na qual o medo e a coragem andam de mãos dadas. Os actores utilizam uma linguagem própria das prisões, motivo pelo qual o espectáculo é para maiores de 18 anos.
O encenador do grupo, Flávio Ferrão, disse que a sátira é a base de todo o espectáculo na qual se pode fazer “uma forte reflexão da sociedade em alguns domínios sociais, políticos e económicos com bastante humor”.
O ano de 2014 foi um êxito para o grupo, por ter sido o ano em que o grupo Henrique Artes teve dois momentos bastante importantes a nível internacional: a participação no festival do Mindelo “Mindelact 2014”, Cabo Verde, com dois espectáculos, “Hotel Komarka” e “A Órfã do Rei”, tendo sido este último também exibido na 8ª Semana de Cultura em Macau (China).
“Este ano foi para nós (grupo) bastante positivo pelo número de espectáculos que realizámos e as participações em festivais internacionais. Para o próximo ano, Henrique Artes prevê estrear os espectáculos ‘Esquadrão Kamy’, ‘Alô Coração’ e ‘Frio e Quente”, disse o encenador.
Dos projectos do grupo para o próximo ano consta também a remontagem de grandes espectáculos, pois como disse Flávio Ferrão, “nós acreditamos que o público está com vontade de rever tais peças. No campo internacional, os espectáculos ‘Hotel Komarca’ e ‘A Órfã do Rei’ já têm agenda marcada para Portugal nos dias 14 a 21 de Abril de 2015”.
Distinguido com o Prémio Revelação em 2010 durante o Festival de Teatro de Língua Portuguesa (FESTLIP), realizado anualmente na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, a peça tem sido bem recebida pela assistência e pela crítica no país e no estrangeiro.
O colectivo de teatro Henrique Artes, vencedor em 2013 do Prémio Nacional de Cultura e Artes, na categoria de teatro, foi fundado em 2000 por estudantes do Colégio Henrique, em Luanda.
Em 2004, o colectivo conquistou ainda o Prémio de Teatro Cidade de Luanda de melhor encenação. No ano seguinte venceu o prémio de melhor encenação e actriz, atribuído a Matilde Kibambo.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA