Cultura

Heróis da liberdade distinguidos

Mário Cohen |

Incentivar o hábito pela leitura na camada jovem é o grande objectivo do concurso nacional de poesia em homenagem aos heróis de 4 de Fevereiro de 1961, cujo vencedor da primeira edição é anunciado na data da efeméride no próximo ano, no Marco Histórico do Cazenga.

Paulo Rolão mentor do concurso de poesia
Fotografia: José Cola | Edições Novembro

Em declarações ao Jornal de Angola, o promotor cultural Paulo Rolão disse que, além de mobilizar e incentivar os jovens a escreverem, assim como descobrir novos autores nacionais, o concurso tem também a finalidade de divulgar a grandeza dos feitos dos valorosos combatentes do 4 de Fevereiro de 1961, no enriquecimento da cultura nacional.
De acordo com Paulo Rolão, o prémio tem igualmente a finalidade de incentivar a criação literária, desenvolver o enriquecimento do universo da literatura e o poder imaginário de indivíduos que se querem firmar na literatura.    
O vencedor do concurso vai receber um diploma e a quantia de 500 mil kwanzas. Além do valor financeiro a ser atribuído ao vencedor, a organização vai classificar os 59 melhores textos poéticos, incluindo o poema vencedor, para constarem numa colectânea.
O prazo de recepção dos textos concorrentes ao concurso vai até ao próximo dia 6 de Novembro. Os textos devem ser colocados num envelope no qual são identificados o nome completo ou pseudónimo, a província, localidade, bem como o local de trabalho ou escola, número de telefone, o qual deve ser entregue nas direcções da Cultura da sua localidade ou enviado através do correio electrónico: catana4defevereiro@hotmail.com.
Até ao momento, revela o promotor, já foram entregues mais de 50 textos poéticos de autores da províncias de Luanda, Benguela, Huíla, Namibe, Lunda-Norte, Cuanza-Norte, Cuanza-Sul e Uíge. O prémio, de carácter anual, é abrangente a todos os cidadãos nacionais, mas só concorrem textos inéditos.

Tempo

Multimédia