Histórias de amor retratadas em romance

Manuel Albano
5 de Março, 2015

A história de amor centrada na superação das dificuldades, preconceitos e a importância da amizade foram as principais motivações que levaram Mira ClockA história de amor centrada na superação das dificuldades, preconceitos e a importância da amizade foram as principais motivações que levaram Mira Clock a publicar o romance “Cartas a um Ex-Amor”, a ser apresentado no próximo sábado, entre as 9h00 e as 19h00, no átrio do centro comercial Nova Vida, em Luanda. a publicar o romance “Cartas a um Ex-Amor”, a ser apresentado no próximo sábado, entre as 9h00 e as 19h00, no átrio do centro comercial Nova Vida, em Luanda.

O livro, com 172 páginas e oito capítulos, foi escrito em forma de cartas, nas quais a personagem principal conta a sua vida e revela alguma das suas angústias. O romance, informou Mira Clock, marcou a sua estreia na prosa.
Mira Clock disse ao Jornal de Angola que a correspondência  transmite dados reais e fictícios de locais e personalidades de Luanda, Benguela, Huíla e Huambo, na qual as histórias foram narradas de maneira a comoverem os leitores. Num dos capítulos, referiu, no qual uma amiga da personagem principal luta para reaver a guarda dos filhos depois de a família a rejeitar por ser mãe solteira e seropositiva: “São temas actuais e  muita gente tem-se revisto neles”, explica a autora.
O autor do prefácio, João Papelo, disse “que a autora mostra uma mudança no texto, numa época em que são raras as publicações do género, baseadas em cartas, pois a sociedade está cada vez mais voltada para os meios virtuais”.
Mira Clock, pseudónimo de Ana Zulmira da Silva Ramalheira, é uma das apostas do Movimento Lev’Arte, que desde 2006 procura ajudar novos escritores angolanos a entrar no mercado. Este livro é o segundo da sua carreira, depois de  “Desabrochar”, lançado em 2012, distribuído pela Rabugentos Editora.

Retrato de uma mulher

No domingo, à mesma hora e no mesmo local, é apresentado o livro “Retrato de uma mulher em comum”, da autoria de Otoniela Bezerra, numa sessão de venda e assinatura de autógrafos.
O livro, dividido em três contos, retrata a vida de três mulheres distintas, na sua forma de ser, estar e solucionar os problemas do quotidiano.
A autora disse, ontem, que a ideia foi partilhar a sua experiência sobre um mundo “cada vez mais consumista e baseado em interesses”.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA