Hollywood ainda exclui as mulheres


9 de Agosto, 2015

Fotografia: REUTERS

Menos de um terço das personagens dos filmes de Hollywood de maior sucesso nas vendas de bilheteira são mulheres e as realizadoras ainda não têm protagonismo nestas produções, revelou ontem um estudo da Universidade da Carolina do Sul.

As pesquisadores da universidade examinaram 700 filmes de sucesso nas bilheteiras, que estrearam entre 2007 e 2014, para medir a extensão da diversidade de género e ética. A pesquisa concluiu que Hollywood permanece muito dominada por homens brancos e apelou por um maior activismo para fazer com que o cinema seja uma reflexão mais real da sociedade americana. “Dos 100 filmes de maior sucesso de 2014, menos de um terço das personagens eram do sexo feminino e 26,9 por cento eram de um grupo étnico/racial sub-representado.”
O estudo destaca ainda que no período de 2007 a 2017, as mais de 30 mil personagens com fala, apenas 30,2 por cento eram femininas. No ano passado, apenas 28,1 por cento das personagens eram femininas e três quartos delas pareciam ter menos de 40 anos, acrescenta.
Além disso, destaca, apenas 28 mulheres trabalharam como realizadoras nesses 700 filmes, com destaque para Angelina Jolie, Nora Ephron e Kathryn Bigelow. “Apenas nos top 100 filmes de 2014, dois deles eram realizados por mulheres”, lastima.
Em quesitos raciais e étnicos, o estudo descobriu que 5,8 por cento dos realizadores, entre 2007 e 2014, eram negros ou afro-americanos e 2,5 por cento asiáticos. “No top 100 filmes em 2014, 17 não tinham nenhuma personagem negra e mais de 40 não tinham um asiático”, acrescentam.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA