Holocausto continua a afectar os judeus


31 de Janeiro, 2015

Fotografia: Divulgação

As celebrações do fim do Holocausto que ocorrem na Polónia devem ser um aviso para as gerações futuras, tendo em vista a crescente onda de anti-semitismo e intolerância em relação aos judeus, afirmou o realizador Steven Spielberg.

O cineasta conversou, em Carcóvia, na Polónia, com sobreviventes do Holocausto antes da principal actividade que lembra os 70 anos desde que as tropas soviéticas libertaram o campo de extermínio nazi de Auschwitz.
“Um judeu hoje, ou qualquer pessoa que acredita na liberdade de religião, de discurso, ou de livre expressão, sabe, como muitos outros grupos, as dificuldades provocadas actualmente pela intolerância mundial”, disse.
Steven Spielberg, que ganhou um Óscar de melhor realizador por “A Lista de Schindler”, filme de 1993 sobre um alemão que salvou mais de mil refugiados, na maioria judeus polacos, durante o Holocausto, alertou para o alastramento do anti-semitismo.
“Há páginas no Facebook que identificam os judeus e as localizações geográficas com a intenção de atacar e num esforço crescente de os banir da Europa”, acusou o realizador.
“Pretendemos tornar conhecidas as suas identidades e ajudar a formar uma consciência significativa e colectiva nas gerações vindouras”, referiu.
A celebração do fim do Holocausto na Polónia, onde os nazis mataram 1,5 milhões de pessoas, principalmente judeus europeus, entre 1940 e 1945, pode ser a última grande actividade realizada com a participação de sobreviventes.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA