Icolo e Bengo acolhe festival internacional


4 de Maio, 2017

Fotografia: Domingos Cadência | Edições Novembro

Um festival internacional denominado “Afro-Caraíbas-Manguxiandu”, com o lema “Catete Cidade das Artes, da Promessa e da Liberdade” é realizado no próximo mês de Novembro, no Centro Cultural Dr. António Agostinho Neto, em Catete, disse ontem ao Jornal de Angola, o seu director.

Francisco Makiesse disse que este ano a instituição que dirige iniciou as suas actividades no dia 2 de Janeiro, com acções frequentes, estando prevista a realização até Dezembro de várias actividades, com destaque para o Sarau de Música Sacra em homenagem ao Casal Pedro Agostinho Neto e Maria da Silva Neto,  com o lema “A Voz da Liberdade”.
O programa de actividades reserva ainda a realização do Espectáculo Manguxiandu, que de acordo com Francisco Makiesse resume-se na interpretação, recitação da trilogia: “Sagrada Esperança”, “Renúncia Impossível” e “Amanhacer”, com a técnica de montagem quando o teatro encontra a capoeira, a música, a dança, o cinema, a poesia e a recitação.
Cultura e Artes em Tempo de Paz: a Época dos Privilégios; temporada Infanto-Juvenil Manguxiandu;  curso e Laboratório de Teatro Infantil: “O Mundo dos Sonhos da Criança”; laboratório de Teatro Performativo direccionados a jovens e adultos; teatro em movimento com sessões de espectáculos semanalmente por distintos grupos da província de Luanda, de quinta-feira a sábado; e sessões de cinema e documentários, semanalmente aos domingos completam o programa de actividade do centro para o presente ano.
Segundo o responsável, no presente ano, o sétimo da gestão pela Fundação António Agostinho Neto, o centro está a dar sequência às acções iniciadas em 2016, destacando-se o “Projecto Manguxiandu”, da Lucengomono Companhia D’Artes, nos seus mais variados programas de voluntariado e desenvolvimento comunitário e intercâmbio internacional, desenvolvendo intensa acção de formação direccionada à crianças, adolescentes e jovens do município de Icolo e Bengo.
“As nossas actividades não se realizam somente na sede do centro, pois as actividades externas, fazem parte das estratégias permanentes de divulgação da vida, obra dos ideais do Dr. António Agostinho Neto. Levar o centro as distintas comunidades através dos diferentes projectos, tem estado a contribuir para beneficiar as crianças, adolescentes e jovens que por dificuldades financeiras e de transporte não podem tomar contacto directo com a acção diária da instituição. Juntarmo-nos a outras iniciativas, desde que gravitem a volta dos ideais do nosso Patrono, ajudam a potenciar a nossa acção de divulgação, atingindo novos alvos e o nosso raio de acção”, disse o director do Centro Cultural de Catete.

Distinção a Mestre Kamosso


Com o objectivo de estudar e propor nova forma de difundir as artes do espectáculo em Angola, o Centro Cultural Dr. António Agostinho Neto, realiza no dia 19 de Maio, às 10h00, em Catete, uma homenagem ao Mestre Kamoso, denominada “Kamosso, o Rei do Hungu na Terra de Neto”, que marca a abertura oficial da temporada artístico-cultural da instituição, este ano, garantiu o seu director.
Francisco Makiesse disse que a homenagem ao Mestre Kamosso vai ser preenchida de vários atractivos, como a música popular tradicional e exibição da arte capoeira, em demonstração e execução particular do instrumento hungu (angolano) ou berimbau (brasileiro), assim como momentos de poesia, trova e gastronomia.
Do programa consta ainda a realização de um debate sobre História e Preservação: Ampliação do acesso à música popular tradicional angolana,  e a abertura oficial do programa multiétnico cultural Feira da Cultura, das Artes e da Gastronomia, a ser realizado mensalmente em cada primeira sexta-feira e sábado do mês, na área de lazer do Centro.
Os projectos artístico-culturais do centro são da responsabilidade da Lucengomono Companhia D’Artes que congrega artistas em diversas modalidades. A companhia , através do projecto Manguxiandu, controla e coordena para além dos ateliers de artes e cultura, realiza e dirige o Makinumatiku, programa de cultura e artes onde a poesia, o teatro e o cinema estão em movimento na 89.2 FM, Rádio Tocoísta.  O Centro Cultural Dr. António Agostinho Neto, em Catete, é uma instituição de carácter sociocultural e científico de natureza não lucrativo criado em honra e homenagem ao Fundador da Nação angolana, António Agostinho Neto, médico, poeta e estadista. O centro foi inaugurado pelo Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, a 4 de Fevereiro de 2009. Desde 2011, a Fundação António Agostinho Neto   passou a gerir o centro.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA