Imagem de Angola ganha espaço global


12 de Maio, 2015

Fotografia: DR

“As Margens dos Mares” é o título da exposição de artes de Kiluanje Kia Henda patente até ao dia 2 de Agosto no Espaço Sesc Pinheiros, no Brasil.

A mostra, inclui uma instalação e um vídeo do artista, “Afectos de Betão - Zopo Lady”, onde ele explora os contornos da arquitectura moderna de Luanda.
O trabalho, diz o artista, “tem como referência o período em que a cidade de Luanda foi em parte deixada ao abandono com a iminência da guerra, em 1975”.
O filme, disse Kiluanji Kia Henda, é um ensaio visual da arquitectura moderna de Luanda. Na galeria em São Paulo foi construída uma estrutura com diversas caixas de madeira onde é projectado o filme.
A instalação, com caixas usadas para transporte de bens em barcos e aviões, completa assim uma referência à viagem e à impossibilidade de se carregarem todas as memórias.
A instalação, disse o artista, cria um diálogo entre as imagens em movimento de uma arquitectura que subsistiu e se fixou no tempo. “As caixas foram símbolos de uma transição ou de um devir incerto.”
A exposição “As Margens dos Mares” tem curadoria de Aguinaldo Farias e é organizada pelo Ministério da Cultura brasileiro. Além da exposição, parte da programação inclui um festival música, com a participação dos músicos lusófonos Paulinho da Viola, Ivan Lins, Mayra Andrade, Sara Tavares e Manecas Costa.

Outros mercados

O artista angolano informou que tem uma série de trabalhos fotográficos em exposição no National Museum of African Art, em Washington, até ao dia 2 de Agosto. Este projecto é parte de “A Divina Comédia: Céu, Purgatório e Inferno - Revisitada por Artistas Contemporâneos Africanos”, concebido pelo escritor e crítico de arte Simon Njami, que convidou 40 artistas de 19 países africanos para explorarem os temas presentes na obra épica de Dante, escrita no século XIV.
“História, política, identidade, fé, herança cultural, são alguns dos tópicos que se imprimem sobre várias formas e meios artísticos, como o vídeo, escultura, pintura, passando pela instalação. É esta visão que mostro nesta exposição.”
Na mostra, o artista  apresentou a série de cinco fotografias, “Othello’s Fate series”, produzidas em 2013, com personagens reais deslocadas e presas num limbo intemporal. Além de Kiluanji foram convidados Edson Chagas e Fernando Alvim, que partilham o espaço com Kader Attia, Wangechi Mutu e Yinka Shonibare.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA