Independência em exposição

Domingos Mucuta | Lubango
8 de Novembro, 2015

O apelo aos jovens para darem atenção às artes plásticas é o principal objectivo da exposição “Psicoarteologia e os Ecos da Independência”, patente até ao dia 20 na Mediateca do Lubango.

A mostra, inaugurada pela vice-governadora da Huíla para o Sector Político e Social, Maria João Chipalevala, é o resultado de anos de trabalho em acrílico sobre tela do artista Aguinaldo Faria.
Os quadros, explicou o autor, mostram a sua visão artística sobre os benefícios da Independência e os seus ecos na sociedade, através da relação entre a psicologia e as artes.
“A ideia é juntar mais a vertente formativa com as artes plásticas, em quadros que ensinam aos jovens a importância da Independência”, disse o artista, acrescentando ser fundamental desenvolver a cultura nacional.
A psicologia e as artes, sublinhou, podem coexistir de forma activa e ajudar na divulgação e valorização da História do país. “É preciso criar meios mais activos para a afirmação da identidade nacional e as artes têm um papel chave neste processo.”
Para Aguinaldo Faria, a formação dos jovens e a educação da sociedade são aspectos decisivos no desenvolvimento da sociedade. Por isso, criou uma mostra onde o público pode ver os benefícios da Independência Nacional e trabalhar mais pelo país.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA