Indústrias culturais realizam feira

Fula Martins|
2 de Setembro, 2014

Fotografia: Dombele Bernardo

A segunda edição da Feira Nacional das Indústrias Culturais (FNIC) realiza-se de 5 a 10 deste mês, nas instalações da Feira Internacional de Luanda (FIL), sob o lema “Por uma Cultura de Paz, Promovamos as Indústrias Culturais”, numa parceria entre o Ministério da Cultura e a FIL.

Isabel Jacinto, gestora de feiras da cultura da FIL, disse ontem em conferência de imprensa que a iniciativa vai contar com o apoio dos Governos Provinciais e divide-se em sectores de livro e artes gráficas, artesanato, cinema, audiovisuais e publicidade, turismo e gastronomia, medicina tradicional, moda, música, fotografia, filatelia e artes plásticas.
A segunda edição da Feira apresenta várias inovações, com destaque para o salão de gastronomia, com variados pratos típicos de Angola, e a criação de um palco onde vão desfilar vários músicos nacionais. A FIL vai ainda brindar o público com a realização de conferências e palestras sobre o sector da Cultura, por exemplo, “como elaborar um livro e como o Ministério da Cultura ajuda a potenciar esse sector que ainda é muito pequeno”.
Nesta edição estão inscritos 150 expositores das 18 províncias, que vão apresentar os seus produtos durante cinco dias. “Neste momento, os pavilhões estão a ser preparados com a montagem dos espaços solicitados pelos expositores”, disse.
A FIL e o Ministério da Cultura pretendem que a Feira Nacional de Indústriais Culturais passe a ter periodicidade anual, o que vai permitir que haja espaço permanente para a divulgação das indústrias culturais no país.
A realização da segunda edição da Feira visa promover e exaltar a Cultura Nacional, no âmbito do II Festival Nacional da Cultura (FENACULT), mas também criar condições para que os produtos da Cultura Nacional sejam divulgados e encarar essa actividade como bolsa de negócios das indústrias culturais.
“As indústrias culturais exercem uma tarefa importante e grande parte do que é produzido é exposto e contribui para o desenvolvimento do negócio cultural”, afirmou.
A I edição da Feira das Indústrias Culturais realizou-se em 2010, em Luanda.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA