Cultura

José Agualusa apresenta livro no Elinga Teatro

Manuel Albano

O mais recente romance de José Eduardo Agualusa, “A Sociedade dos Sonhadores Involuntários”, vai ser apresentado dia 3 de Abril, no espaço Elinga Teatro, em Luanda, a convite do Goethe-Institut Angola.

Fotografia: DR

Segundo o coordenador das actividades culturais do Goethe-Institut Angola, o escritor chega a Luanda dia 25, segunda-feira, para uma agenda que inclui diversas actividades, a que se juntam a escritora angolana Cynthia Perez, o escritor moçambicano Mia Couto e o crítico literário alemão, Michael Kegler.
De acordo com o programa de actividade da Goethe - Institut Angola, em parceria com o colectivo cultural Pés Descalços, os autores, no dia 6 de Abril, partici-
pam numa roda de leitura, na Luanda Antena Comercial (LAC), para crianças e famílias, denominada “Histórias Kambutas”, com a participação, também, de Cynthia Perez.
No mesmo dia, José Eduar-do Agualusa, Mia Couto e Mi-chael Kebler participam, no Elinga Teatro, numa tertúlia denominada “O que esperamos uns dos outros”.
Os três vão dialogar sobre “Literatura africana de língua portuguesa e a sua recepção na Europa”, “Que conceitos e preconceitos determinam o interesse pela literatura africana e de língua portuguesa”, “Quem são os seus leitores” e “Que importância têm para os autores africanos?”
José Eduardo Agualusa nasceu no Huambo, em 1960. Publicou até agora 13 romances e diversas colectâneas de contos e de poesia. Os seus livros estão traduzidos em mais de 30 idiomas.
Cynthia Perez nasceu em Luanda, aos 15 de Outubro de 1988. Mestre em Gestão de Arte e Cultura pela Rome Business School, começou a escrever poesia e prosa aos 14 anos e, em 2014, foi vencedora do Prémio Jardim do Livro Infantil, com a obra “Música do Coração”, uma homenagem a todas as mães.
Mia Couto, autor do ro-mance “O Último Voo de Flamingo”, nasceu em 1955, na cidade da Beira. Entre muitos prémios literários com os quais foi galardoado consta o “Neustadt“, tido como o “Nobel Americano”, sendo Mia Couto e o poeta brasileiro João Cabral de Melo Neto os únicos escritores de língua portuguesa que receberam tal distinção.
Michael Kegler, nascido 1967, em Gießen, é tradutor de literatura em língua portuguesa. Traduziu para alemão obras de José Eduardo Agualusa e Ondjaki, entre vários outros, e desenvolve actividades de divulgação da literatura, tal como sessões literárias em encontros e web-sites sobre literatura em língua portuguesa.

Tempo

Multimédia