Jovens artistas do Huambo mostram talento no Camões

Mário Cohen |
24 de Outubro, 2015

Os jovens artistas do Huambo mostram, dia 29, às 18h30, no Instituto Camões, em Luanda, o seu talento num recital de poesia e trova, realizado no âmbito do projecto “Fogueira Cultural”.

A actividade, uma iniciativa da União dos Escritores Angolanos (UEA), em parceria com a Fundação Sagrada Esperança e o Instituto Camões, traz os trabalhos dos jovens Afonso Kachekete Lenguessa, José Luís Maior, Matias dos Santos e Tchimanda.
O secretário da Brigada Jovem de Literatura (BJL) do Huambo, João Lara Macuva Hotalala, que também participa na “Fogueira Cultural”, considerou a actividade uma mais-valia na divulgação da literatura angolana, particularmente naquela feita pelos autores da província.
“O mercado literário, assim como o artístico, é muito concentrado. Geralmente são os artistas de Luanda que têm mais possibilidades de vencer. Os das demais províncias precisam de recorrer às produtoras ou editoras da capital caso queiram vencer, devido à qualidade do trabalho destas. Portanto, a realização de projectos como este ajudam muito os artistas de outras localidades a conquistarem mais espaço”, disse.
O objectivo do projecto “Fogueira Cultural”, explicou, é também mostrar como os artistas do Huambo têm progredido, principalmente na área da declamação e do canto. “A iniciativa serve ainda para troca de experiência entre os artistas das duas províncias.”
Além da poesia, a música também é um dos destaques, com Ndaka yo Wini, intérprete de jazz, que tem recriado de uma forma inovadora o canto tradicional neste estilo.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA