Jovens mostram talento em festival

Kindala Manuel
31 de Julho, 2015

Fotografia: Kindala Manuel

Os jovens realizadores e produtores angolanos têm, de 16 a 25 de Outubro deste ano, a oportunidade de mostrar o seu talento na primeira edição do festival de cinema, Feste- Filmes Angola 40 Anos da Dipanda, anunciou, ontem, em Luanda, Mawete Paciência.

O objectivo do concurso, disse o realizador, é congregar  jovens e incentivá-los a produzirem curtas-metragens, de dez a quinze minutos, sobre os 40 anos de Independência Nacional de Angola.
A iniciativa da produtora Mawete Filmes pretende  promover experiências singulares, no ramo das artes cénicas, entre os participantes, em especial na criação e produção de audiovisual, assim como incentivar o surgimento de novos talentos.
Mawete Paciência adiantou  que o festival é aberto a estudantes, amantes de cinema e a realizadores nacionais e estrangeiros. O festival, explicou, tem duas etapas, “Produzir” e “Ver”. Na primeira, esclareceu Mawete Paciência, os jovens participantes  produzem seis curtas-metragens, das quais duas de ficção e quatro documentários,  todas baseadas em temas ligados aos 40 anos de independência de Angola.
A segunda fase, “Ver”, inclui uma programação especial com várias sessões comentadas por cineastas e produtores de cinema convidados ao festival. Além do debate são exibidos filmes em diversos bairros de Luanda. “O festival é um projecto aberto a  todos. A ideia é explorar a criatividade dos jovens, através de uma câmara de filmar. A falta de apoios financeiros tem sido um dos entraves para o desenvolvimento do cinema na opinião de muitos jovens, mas este tipo de festival abre novas perspectivas aos mesmos, pois o mais importante é o talento em trabalhar as imagens e não a qualidade dos equipamentos ou o número de apoios”, disse Mawete Paciência.


"Rastos de Sangue"

O filme “Rastos de Sangue”, do realizador Mawete Paciência, é apresentado, a partir de hoje, em todo o país. O DVD, adiantou, foi feito a pensar também noutros mercados internacionais, e por isso é  legendado em oito línguas estrangeiras.
O filme, que teve a estreia em 2012 no Festival Internacional de Cinema de Luanda (FIC Luanda), é um misto de drama e acção, baseado em factos reais sobre crianças que foram vítimas do tráfico e de abusos sexuais durante a guerra.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA