Cultura

Kassav dá concerto no Lobito

Jesus Silva | Lobito

Depois do concerto da noite de ontem no Centro de Conferências de Belas (CCB), em Luanda, a banda antilhana Kassav realiza hoje na Restinga do Lobito, província de Benguela, o segundo espectáculo desta sua tournée ao país, desta feita no festival “Tigra Beats com Garra”.

Kassav é a banda de cartaz na programação do festival “Tigra Beats com Garra” que tem lugar hoje e amanhã na Restinga do Lobito
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Amanhã, os Kassav realizam a partir das 14h30 o terceiro e último concerto desta tournée em Angola, no Clesort Kikuxi, no município de Viana, onde a banda antilhana se apresenta em grande forma. Os concertos têm a realização e produção da LS Republicano.
O representante provincial de Benguela da União Nacional dos Artistas e Compositores, Chico Sandro, disse ontem ao Jornal de Angola ser motivo de orgulho para os benguelenses terem o privilégio de receber os Kassav, que esperam hoje no aeroporto internacional da Catumbela, numa comitiva de 20 elementos.
O responsável congratulou-se com a inclusão na programação do festival, cuja banda antilhana é o cartaz, de artistas locais com destaque para Wendonguy Tchinhim, Tiviné, Tchissila, Tetas, Mariane André, Epifânia Sinde e os Dj, Deblam, Óscar Canjengo, Afro Braga, Amiel Deep, Dj Nilson Miguel e 100 Manera.
Para Chico Sandro, o povo benguelense amante da música antilhana começou a consumir o ritmo zouk em 1979, altura em que o grupo foi fundado. “É uma grande satisfação saber que a população de Benguela, mais concretamente do litoral e não só, vão ter dois dias (hoje e amanhã) para conviver na Ponta da Restinga, na cidade dos flamingos (Lobito), ao som de bandas e artistas nacionais, para além dos Kassav.” Referiu que foi na década de 80 que o Lobito “aqueceu” com as músicas dos Kassav, época em que muita gente começou a dar os primeiros passos para se transformar em grandes dançarinos de zouk.
O promotor Nino Republicano, da LS Republicano, disse ontem que está montada na província de Benguela a maior estrutura de luz e som para o festival de música da Tigra. “É a primeira vez que os Kassav actuam na região centro e sul do país e escolhemos o município do Lobito por ser o mais acolhedor do país e possuir vários atractivos para recepcionar turistas”, considerou.
Para assistir ao festival, são aguardados no Lobito turistas oriundos de vários pontos do país, principalmente da região centro, que engloba as províncias de Benguela, Huambo e Bié.

Tempo

Multimédia