Cultura

“Kubanza” à disposição dos leitores

O escritor João Rosa Santos lançou, na sexta-feira, em Malanje, o livro “Kubanza, Crónicas ao Acaso”, que na língua nacional kimbundo significa pensamento.

O livro junta 29 crónicas, nas quais estão retratados momentos de alegria e perda vivenciados pelo autor, para além de descrever o quotidiano malanjino. Edição da União dos Escritores Angolanos (UEA), o livro é vendido a 1.500 kwanzas.
O prefaciador do livro, Luís Fernando, afirmou que  em “Kubanza”o autor apela à nostalgia pelo sentimento de perda de familiares e amigos, para além de ser uma visita a dor com recurso à beleza das palavras.
O também jornalista e escritor disse que na obra, o autor  apresenta-se como uma alma que clama por consolo, através da construção de textos intimistas, porquanto o mesmo representa um incansável e determinado produtor de ideias.
Por sua vez, o autor precisou que o livro junta factos pelos quais já passou e centra-se no sentimento de perda, bem como no vazio que se apoderou de si, após estes momentos de pesar. Informou que no livro ressaltam o patriotismo e os ganhos que o país tem conquistando desde o alcance da paz, em 2002. O governador provincial, Norberto dos Santos, considerou o livro  um recuo no tempo e o estabelecimento de uma ponte entre o passado e o presente, e homenageia várias pessoas anónimas que contribuíram no desenvolvimento do país.

Tempo

Multimédia