Kyaku Kyadaff apresenta disco de estreia

Roque Silva
27 de Dezembro, 2014

Fotografia: Paulino Damião

“Se Hungwile” é título do primeiro disco do músico e compositor Kyaku Kyadaff, a ser apresentado hoje, às 8h00, na Praça da Independência, em Luanda, durante uma sessão de venda e assinatura de autógrafos.

O disco, cujo título é uma expressão kikongo que em português significa “Me Escute”, tem 12 temas em kilapanga, semba, afro beat e kizomba. O repertório integra os sucessos “Bibi”, “Entre 7 e 7 Rosas” e uma versão de “Siluwangui Wapi Acordeon”, do congolês Franco.
A primeira, revelou o seu agente, tem uma nova roupagem tocada e gravada por uma orquestra norte-americana e não perdeu a cadência original.
Delson Silva disse que os temas, todos de autoria de Kyaku Kyadaff, foram cantados em português, kikongo e inglês, e retratam o dia-a-dia dos angolanos, com destaque para as relações interpessoais e o amor ao próximo. O disco tem a participação instrumental de Pirica Duia,  Joãozinho Morgado, Toti Samed e outros instrumentistas americanos e europeus. Dodó Miranda fez coro no tema que dá título ao disco.
No âmbito da promoção e divulgação do disco, o músico tem agendado para amanhã, a partir das 9h00, na Casa da Juventude em Viana, uma sessão de venda e assinatura de autógrafos. O músico tenciona, igualmente, promover o álbum em outras províncias do país.
 Captado em Paris, Portugal, Brasil e Estados Unidos, durante dois meses, “Se Hungwile” foi produzido por Chico Viegas e editado em Portugal.
Kyaku Kyadaff é igualmente executante de guitarra. Eleito Artista Revelação da última edição do Top dos Mais Queridos, realizada em Malanje, e do Angola Music Awards 2014, venceu ainda as categorias Melhor Kizomba e Música do Ano, deste mesmo concurso com “Entre 7 e 7 Rosas”.
O artista é o autor do tema “Paga que Paga” que consagrou Ary como Artista Mais Querida e sucede-a na lista de mais representativos nas categorias do Top Rádio Luanda 2015 que se realiza em Janeiro.
O músico concorre nas classes versão e semba do ano, com “Ndolo ku Muxima”, kizomba, com “Entre 7 e 7 Rosas”, voz e revelação masculina.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA