Cultura

Língua portuguesa ensinada no Uruguai

Roque Silva

Mais de 200 mil uruguaios falam fluentemente o português, devido à presença da língua de Camões em todo o sistema de educação naquele país da América do Sul.

Javier Geymonat
Fotografia: DR

O dado foi avançado, quinta-feira, em Luanda, pelo especialista em ensino da Língua Portuguesa, Javier Geymonat, na palestra “Ensino de português no Uruguai: estado da arte”, realizada pela Embaixada da República Oriental do Uruguai.
O professor universitário disse que a língua portuguesa ocupa uma posição privilegiada no curriculum académico, estando entre os três idiomas com maior presença no ensino público.
O português está no mundo académico uruguaio desde o Tratado do Mercosul, em 1991. É leccionado de forma obrigatória em 93 escolas do ensino primário, no ensino médio em 22 centros escolares de línguas estrangeiras, onde é feita por opção, durante três horas por semana, e em cursos ligados à hotelaria, imobiliária, seguro, tecnologia, logística, secretariado e agricultura.
Quanto ao ensino universitário, disse o docente, frequentam anualmente as aulas de português mais de dois mil estudantes, através da Universidade Pública, de Conselhos de Formação e Educação e Centros de Línguas Estrangeiras.
Javier Geymonat, uruguaio, disse  que os professores de língua portuguesa fazem actualização regular em centros de formação públicos e privados.
Disse também que a Administração Nacional de Educação Pública aprovou um conjunto de documentos normativos que constituem propostas de políticas linguísticas para todo o sistema educativo, para facilitar a compreensão dos estudantes.  
De acordo com o especialista em ensino de língua portuguesa, a realidade torna o povo uruguaio mais próximo da Comunidade dos Países de Língua Oficial Portuguesa (CPLP), organismo do qual é observador.

Tempo

Multimédia